Página 1 de 1

BATERIA ESTACIONÁRIA PARA APLICAÇÃO EM SISTEMAS ELÉTRICOS

MensagemEnviado: Qui Jan 10, 2013 3:07 pm
por admin
Introdução
Baterias são os principais elementos de um Sistema Ininterrupto de Energia (UPS). No caso de falta de energia a bateria deve manter o funcionamento da supervisão, sinalização, disparo de disjuntores, iluminação de emergência e de cargas vitais ao processo e à segurança do homem. Para tanto a bateria deve estar sempre em condição de operação adequada.
Para manter a confiabilidade operacional e a vida útil de uma bateria, é necessário que sejam realizadas intervenções de manutenção apropriadas em tempos definidos.
A falta ou a precariedade da manutenção coloca em risco a confiabilidade operacional e a vida útil da bateria, agredindo o meio ambiente com materiais tais como chumbo e seus compostos, níquel, cádmio, ácido sulfúrico e hidróxido de potássio.
Devido seu custo inicial menor, as baterias chumbo-ácido têm sido preferidas em relação às alcalinas, razão pela qual este texto vai focar naquelas.
Este documento reflete a forma Tereme de gerir e executar a manutenção do ativo bateria, com foco na confiabilidade operacional, segurança das pessoas, aumento da vida útil, preservação do meio ambiente e minimização dos custos de manutenção.

Bateria Chumbo-ácido
Os acumuladores chumbo-ácido podem ser do tipo ventilado, com livre escape de gases, permitindo a reposição de água ou do tipo regulado por válvula, selada, não necessitando da reposição de água.
Os acumuladores chumbo-ácido do tipo ventilado têm uma vida útil estimada de 10 a 12 anos e os acumuladores regulados por válvula, de 4 a 5 anos.
Baterias reguladas por válvula são menos exigentes de manutenção que as ventiladas mas devem ter a temperatura e as tensões medidas e controladas para manter a confiabilidade operacional e a vida útil esperada.

Manutenção de bateria chumbo-ácido ventilada
É considerado fim de vida útil de um elemento ou de um banco, quando sua capacidade real for igual ou inferior a 80% da capacidade nominal.
A manutenção preditiva foca fortemente a medição e controle dos fatores de degradação e ações de redução ou eliminação destes fatores
A vida útil de uma bateria é muito dependente da temperatura do eletrólito, sendo referida a 25°C. A cada 10° de acréscimo da temperatura a vida útil cai pela metade. Operação a temperaturas inferiores a 25° aumenta a vida útil praticamente na mesma proporção.
A tensão de flutuação é um item importantíssimo na manutenção da bateria, tendo influência na temperatura do eletrólito e na vida útil. A tensão de flutuação será regulada para a menor tensão que consiga manter os elementos plenamente carregados.
Os valores da tensão de flutuação medidos, corrigidos para 25°C são plotados em gráfico tensão de flutuação x data da manutenção e controlados.
Os elementos de uma bateria devem se comportar de maneira suficientemente parecidos para permitir sua ligação em série. Para se obter o máximo desempenho e vida útil, é necessário medir e acompanhar a tensão e a densidade do eletrólito dos elementos e verificar se os elementos estão equalizados ou se há a necessidade de executar uma carga de equalização de um ou mais elementos ou da bateria como um todo.
Os valores da tensão e da densidade de cada elemento medido são analisados em um software dedicado que verifica a necessidade ou não de equalização, baseado em parâmetros do fabricante e/ou de normas.
Quando da constatação de elementos não equalizados a Tereme executa ou sugere a realização de um procedimento de equalização de elementos ou do banco como um todo.

Serviços em baterias fornecidos pela Tereme
Comissionamento de sistemas elétricos suportados por baterias;
Diagnóstico de bancos de baterias em operação;
Manutenção preventiva de bancos de baterias.